TERROR: Sá Pinto à Solta!

Sá Pinto

Ajudem-nos! Ele ainda não bateu em toda a gente.

Sá Pinto, Director de Futebol do Sporting, saiu do clube apenas dois meses depois de ter entrado. Na minha opinião, nunca lá devia ter estado, porque nem o Pedro Barbosa nem o Paulo Bento deviam ter saído, como aliás tive ocasião de referir, na devida altura, à BBC.

Mas, depois do mal estar feito, todos desejávamos que a experiência lhe corresse bem. Infelizmente, Mike Tyson… perdão… Sá Pinto não aguentou a pressão dos grandes jogos e, no titânico embate contra o poderoso Mafra (population 50,000, near Ericeira beach), que terminou com um electrizante 4-3 para o grande Sporting e que demonstra bem a equivalência entre as duas equipas, dizia eu que Sá Pinto não aguentou a pressão e se zangou com o melhor jogador do Sporting, Liédson, batendo-lhe.

Não é a primeira vez que este tipo de incidentes ocorre, como devem estar lembrados. Depois de ter batido em Artur Jorge quando este era treinador da Selecção de Portugal, Sá Pinto bateu agora em Liédson, um jogador da Seleccão Portuguesa. Parece que o motivo para esta bulha entre Sá Pinto e Liédson foi a má exibição de Rui Patrício, futuro guarda-redes titularíssimo da Selecção das Quinas.

Ora, quem não for um entendido nestas matérias, facilmente será levado a pensar que algo vai mal no seio da Selecção Nacional e que a culpa é do seu presidente, Gilberto Madaíl.

Mas eu, se me permitem, e na minha modesta opinião de estudioso destas coisas, alvitraria que a verdade pode estar escondida. Às vezes, para a descobrir, é preciso ir um passo mais além. E dando-o, aventuro-me a emitir uma opinião contrária, sugerindo que o problema está em… Sá Pinto.

É verdade. Em Sá Pinto. Digo-o com frontalidade e coragem, sabendo bem o perigo que corro de ser, também eu, agredido por este homem.

Mas há momentos na vida em que temos de ter a humildade de colocar a integridade física dos outros à frente da nossa. Pode ser que, desta forma e de uma vez por todas, muitos milhões de jogadores de futebol, sobretudo os mais jovens e os velhos, possam andar por este mundo devidamente precavidos, sabendo do perigo que espreita a cada esquina em que se encontrar… Sá Pinto.


[publicado originalmente em Magazon]


FUTEBOL

Leave a Reply