João Pinto (FCP) é a nova cara do Restaurador Olex

João Pinto

“Sinto-me um privilegiado”, admite o ex-jogador

A antiga glória do futebol nacional João Pinto vai ser a nova cara do Restaurador Olex, anunciou a empresa detentora da prestigiada marca. De acordo com o press-release, a boa imagem e o estatuto internacional de João Pinto (FCP) foram os factores fundamentais que resultaram na escolha do antigo defesa-direito do FC Porto e actual membro da equipa técnica do clube.

“Nunca pensei que me calhasse a mim”, começou por afirmar Joao Pinto (FCP) à Turma do Mónico quando lhe perguntámos como é que tudo aconteceu. “Um dia, ia eu a caminho de Valadares, quando recebo um telefonema do meu gestor de imagem. Quando ele me contou que eu ia ser a cara de um produto de beleza, fiquei naturalmente satisfeito. Não posso dizer que me considere um Vítor Baía ou um Miguel Veloso, mas sempre me achei bem-parecido e também sempre me disseram que tinha uma bela mecha de cabelo.”

Quando o questionámos se alguma vez tinha esperado alcançar um feito destes, João Pinto (FCP) foi honesto. “Posso dizer-lhe que é o sonho de qualquer homem e eu não fujo à regra. E sempre achei que podia lá chegar. Mas, sabe?, o tempo vai passando e nós vamos vendo outros, quase todos com menos atributos, a chegar lá e a nós ninguém nos chama e é evidente que ao fim de algum tempo uma pessoa fica um pouco desanimada. No entanto, sempre acreditei no meu cabelo e por isso nunca deixei de acalentar esperanças de chegar ao mercado do glamour que é onde hoje, felizmente, estou.”

O conhecido comentador Rui Moreira, do Trio de Ataque, fez as contas: “Isto é um posto muito desejado, a competição é muito grande… Por exemplo, só para ficar com uma ideia da dificuldade, posso dizer-lhe que quando fomos Campeões Europeus contra o Bayern de Munique ou contra o Mónaco, tínhamos 50% de hipóteses de ganhar, porque só havia dois pretendentes. Agora para conseguir ser a cara da Olex eu conheço pessoalmente sete antigos jogadores do FC Porto e mais outro de um clube de Lisboa com ambição e cabelo para este lugar. Portanto, as probabilidades de ganhar, para o João Pinto (FCP), eram de pouco mais de 10%.”

Outra das antigas estrelas do clube mais representativo da nação nortenha, Drulovic, que também se candidatou ao posto, aceita esta parceria entre João Pinto (FCP) e o famoso Restaurador. “Eu candidatei-me, mas foi um bocado na desportiva. Sabia que teria menos oportunidades que os outros. Não pela minha cara, mas por ser Sérvio, sobretudo depois daquele episódio do Scolari. Mas o que lá vai, lá vai… Neste momento, quero felicitar o João Pinto (FCP). Penso que merece, na verdade. O grande handicap do João Pinto (FCP), assim como o meu, foi ter perdido demasiado tempo a jogar à bola. Só queria bola, só queria bola… Agora que acordou, vai ter de recuperar o tempo perdido… mas ele ainda é jovem e tem talento e sabe que pode chegar longe na indústria da beleza se trabalhar para isso. E o que ele tem, aquela farta mecha de cabelo preto, quase mais ninguém tem. Esta é uma simbiose perfeita, um casamento para a vida.

No entanto, nesta primeira aventura por terrenos fashion, João Pinto (FCP) não espera uma vida fácil. “Ainda não sou uma pessoa muito famosa, por isso há muito trabalho a fazer. Mas o retorno pode ser substancial, pois há muito dinheiro a ganhar quando as pessoas me tornarem a reconhecer na rua. Vejam-se os casos de Cristiano Ronaldo ou David Beckham”, refere o antigo craque.

E elogia o trabalho feito: “Os outdoors ficaram muito bem”.

Entretanto o senhor Couto, dono do Restaurador, era o mais feliz de todos, por ter o antigo defesa-direito a seu lado. “Penso que juntar o João Pinto (FCP) ao nosso produto é uma fabulosa mistura, tão fortalecedora quanto o próprio Restaurador, mesmo a nova fórmula, já sem acetato de chumbo.”

Em jeito de conclusão e fazendo um prognóstico, João Pinto (FCP) diz que “o trabalho desenvolvido até aqui resultou no casamento com o Olex. Mas vou continuar, pois sou ambicioso. O passo seguinte é atingir a worldwide recognition, levando a todo o mundo o conceito João Pinto (FCP) branding.”

Em baixo, o antigo reclame televisivo do Restaurador Olex.



[publicado originalmente em Magazon]


Este texto é uma obra de ficção. Ainda que possa ser inspirado em acontecimentos ou episódios reais, não pretende veicular qualquer notícia ou facto da realidade. Mais, quaisquer informações, afirmações ou citações nele contidas não devem ser tomadas como fidedignas e não vinculam, sob qualquer forma, as pessoas ou entidades a quem sejam eventualmente atribuídas ou associadas.

FUTEBOL, TUDO O RESTO

Leave a Reply