Sporting Contrata Carvalhal

Carlos Carvalhal

Cada vez há menos desempregados.

O Sporting contratou o Carlos Carvalhal para treinador. Ainda ninguém sabe bem o que pensar acerca da escolha. A verdade é que entre os vários milhões de Sportinguistas nem um chegou a sugerir este nome, mas isso foi só porque ninguém se lembrava do Carlos Carvalhal.

Vendo bem, o Carlos não é uma estrela. É um senhor baixinho, magro, mesmo com cara de Português, que lembra um profissional dos correios, com o seu cabelo curtinho e a barba sempre bem feita.

O Sporting, por seu lado, é conhecido, tem dificuldades em contratar pessoal. Não há muitos jogadores e treinadores a querer vir. Não nos esqueçamos que o Sporting nem sequer conseguiu contratar o treinador do último classificado da Liga Sagres.

Portanto… ou o Bettencourt ia tentar a sorte um pouco mais abaixo, à Liga de Honra, ou ia ao Centro de Emprego.

Com medo de levar uma nega do treinador do Feirense, resolveu ir até ao Centro de Emprego. A senhora Amélia, que os recebeu, fez uma busca em “treinadores de futebol” e disse: “Olhe, por acaso temos aqui um. Deixe ver… Carlos Carvalhal. Já está no desemprego há uns meses, coitado. Aliás, parece que tem estado mais tempo desempregado do que a trabalhar. Parece ser um profissional pouco estável… em 10 anos esteve nuns 10 clubes. O computador não diz, mas já deve ter sido despedido umas 10 vezes. Realmente, não parece grande coisa, vendo assim no computador… Hmmm… Deixem-me ver se encontro aqui outro, nestes arquivos do ano passado, ou talvez alguma colega minha conheça alguém… espere lá.”

Mas o nosso grande Presidente nem quis saber! “Nada disso, Mémé!, deixe lá. Está óptimo! Precisamos dum tipo que aceite vir sem demora e este parece feito à medida. E se já foi despedido 10 vezes em 10 anos, melhor. Isto dá-lhe uma experiência profissional que é fundamental para trabalhar num clube como o Sporting. Eu diria mesmo que é um pré-requisito! Além disso, evita choradinhos lá para Maio ou Junho.”

O nosso Bettencourt estava visivelmente excitado!: “Telefone-lhe já Mémé, telefone-lhe já antes que alguém o agarre! Mas não lhe diga logo que é o Sporting que está interessado!, que é para ele não fugir. Diga-lhe primeiro que é, sei lá, um clube da área da Grande Lisboa, tipo o Sacavenense ou o Real Massamá, que é para ele ficar um bocadinho decepcionado, a princípio. Depois, quando ele estiver quase a chorar, então, a Mémé diz-lhe que estava na brinca, pode ser? E diz-lhe que afinal é o Sporting. Acho que é a melhor estratégia, Méme. O que acha?”

“Acho bem, Senhor Presidente. É o mais seguro. E em relação a salários e duração de contrato e férias? Como é? Ele vai querer saber…”

“Salário? Oh Mémé… salário é o que o Estado quiser dar, sei lá eu. É o subsídio de reintegração, ou lá como é que lhe chamam, não é? Nós não vamos pagar nada! Já estamos a criar um posto de trabalho nesta época de crise e essa é a nossa contribuição. Quanto à duração, não tinha pensado nisso… qual é o mínimo possível? Olhe, diga-lhe que são seis meses. Diga-lhe que é um estágio. Um estágio profissional, que é para ele se sentir valorizado e não achar que é coisa pouca. Vá Mémé, trate do assunto que eu tenho que ir ali dar mais uns saltinhos numa conferência de imprensa.”

“Está bem, doutor Bettencourt. Vou ligar imediatamente, não se preocupe! Mas olhe, veja lá se não fica mais quatro anos e meio sem aparecer aqui no Centro, está bem? Vá dando notícias!”

“Claro que não, Mémé. Prometo que em Maio estou cá outra vez.”


[publicado originalmente em Magazon]


FUTEBOL

Trackbacks For This Post

  1. Quem vai ser o campeão de Natal? : Magazon - 5 years ago

    […] 17 sportinguistas espalhados pelo mundo tivemos de deixar de pensar que, com um bocado de sorte, o Carvalhal até seria tipo para resolver os nossos problemas. Perdemos 1-0, em casa, contra o Leiria. Fizemos […]

Leave a Reply